phone email location link google-plus facebook instagram twitter vine youtube vimeo pinterest instagram email google-plus facebook twitter wordpress pinterest search share share2
Guia dos Sonhos - Encontre Fornecedores
Já vou avisando que o post de hoje é tão especial quanto longo. Respire fundo, vale a pena ler cada parágrafo e ficar por dentro de cada detalhe.
.
Para dar uma ideia do que vem por aí, comecemos com o vídeo, lindo e terno como os noivos.
.
.
Costumo dizer que casamentos são mágicos, especialmente quando incluem detalhes especiais, feitos pelos próprios noivos.
No caso da Mari e do Daniel, os detalhes não só estiveram presentes como cada escolha foi cuidadosamente pensada para que a cerimônia e a festa tivessem a carinha do casal.
 
Aliás, a Mari esteve no primeiro evento do blog, o que a torna uma noiva muito especial!
 
O enlace teve tantas ideias, zelo e carinho que fica difícil apontar o que mais gostei.
Entre os profissionais escolhidos a dedo, a querida Lorenza Pozza garantiu a trilha sonora.
 
As fotos também não deixaram por menos. Amiga da noiva, a fotógrafa Carla Trevizani mostrou-se inspiradíssima!
 
A Carla está no nosso Guia dos Sonhos e os registros do “sim” da Mariana e do Daniel justificam meu encantamento.
CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_092 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_014
Como eu disse, a Mari foi uma noiva especial, linda, com um brilho no olhar próprio de quem quer colocar amor extra em cada escolha.
 
Ela contou como foi o processo até o altar, incluindo muitas dicas. Vale a pena ler, refletir e se inspirar!
.
INSPIRAÇÃO E ORGANIZAÇÃO
 
“Eu e o Daniel ficamos noivos no ano novo de 2013 para 2014. O pedido veio quando ele estava no último ano da faculdade de medicina, então sabíamos que levaria um tempinho até que o casamento acontecesse de fato.
 
Eu sempre me imaginei em um casamento tradicional, que é o que a maioria das novelas sempre mostrou e o que a maioria dos casais optam. Ao ficar noiva, comecei a pesquisar blogs de casamento e vi tantas outras opções, que acabei cedendo.
 
O Dani tem um sítio em Itatiba, que é um lugar lindo e que nós amamos muito. É o nosso refugio de São Paulo, é o lugar onde temos momentos inesquecíveis com a família e os amigos próximos, além de termos nossa cachorra que amamos muito e que mora lá.
 
Comecei a me apaixonar por casamentos durante o dia, em sítios e fazendas. Expressei essa vontade para o Daniel e achamos que seria muito significativo casar em Itatiba. Assim, começamos a abandonar a procura por locais tradicionais em São Paulo. Por outro lado, sabíamos que casar no sítio não seria simples, pois não havia estrutura para a festa.
 
No meio tempo compramos apartamento, reformamos e esquecemos do casamento. Em janeiro de 2015 fomos morar juntos. Após alguns meses, retomamos a ideia do casamento no sítio e aí sim, os preparativos começaram.
 
Foi muito bom ter tempo para entender o que queríamos. Amadurecemos o significado do casamento para nós.
 
Não queríamos ostentação. Não queríamos cristais. Não queríamos ouro. Claro que queríamos algo bacana, mas é que hoje em dia o mercado de casamentos faz o seu sonho virar o maior evento do Brasil, e não era isso que importava pra nós. Queríamos amor.
 
Começamos a idealizar uma festa em casa, utilizando os móveis da casa e alugando apenas o necessário. Queríamos algo bem pessoal e após fazer a lista, chegamos em 200 convidados.
 
Após 6 meses de preparativos, com meu marido já na residência médica, resolvemos aumentar o número de pessoas para 300, e aí tivemos que mudar tudo, pois não caberia mais dentro da casa. O budget ultrapassou e tivemos que encarar isso como um investimento para as lembranças que a vida proporciona. E assim foi”.
CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_001 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_009 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_006 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_019 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_020 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_021 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_023 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_028 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_033 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_031 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_029 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_036 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_037 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_039 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_017 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_018 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_024 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_025
ESCOLHAS E FORNECEDORES
 
“Fomos muito pé no chão na escolha de tudo. Demos preferência para os fornecedores do interior de São Paulo, para evitar cobranças de fretes e deslocamentos. Buscamos bons profissionais, que não precisavam ser os mais famosos do mundo, mas que sabíamos que seriam competentes para fazer a festa do jeito que queríamos: com bom gosto, elegância, alegria, amor e intimismo.
 
Durante os preparativos eu fiz questão de ter uma relação de proximidade com todos os meus fornecedores, valorizando-os ao máximo. Também sonhei em poder mostrar para todos os meus convidados o quanto eram importantes para nós, pois sabemos que um casamento mobiliza as pessoas.
 
O fato do casamento ser fora de São Paulo obrigaria que 100% dos meus convidados se locomovessem de uma forma significativa, o que dá mais trabalho e mais custo. Assim, fiz questão de ser absolutamente detalhista com tudo, desde as necessidades obrigatórias até os detalhes que agradam.
 
Tivemos que pensar em muita coisa que uma noiva que aluga um espaço não precisa pensar: banheiro para os convidados, a pessoa que limpa o banheiro, local para os funcionários comerem, local para os funcionários se trocarem, banheiro para os funcionários e uma pessoa para limpar este banheiro também (já que foram pelo menos 90 pessoas trabalhando), segurança do sítio do meu marido, cobertura e piso para a festa (que precisou ser na grama), retirada de itens pessoais para evitar problemas, local para estacionamento de carros dentro do sítio, hotéis e serviços na cidade para indicar para os convidados que dormiriam por lá, vans que passaram pelos hotéis para retirar os convidados e levá-los de volta na hora da festa, kit de boas-vindas… Resumindo, fazer uma festa em casa dá muito trabalho e requer muita logística. Fazer uma festa fora do local onde o noivo e a noiva moram também! É essencial uma atenção extra para os convidados, que tem um custo alto para estarem presentes na festa que você sonhou.
 
Sei que muitas coisas não eram obrigatórias, mas senti muita necessidade de pensar nos detalhes”.
 
DETALHES, MUITOS DETALHES
.
“Eu quis fazer um agrado pessoal para meus convidados e me inspirei no casamento de uma amiga, que gravou um vídeo para todos os convidados da festa. Foi incrível e muito especial, me marcou muito.
 
Achei que não combinava ter computadores no meu casamento e queria uma solução de baixo custo. Como gosto muito de escrever e tenho o costume de escrever bilhetes e cartões com frequência, achei que seria legal escrever um bilhete para cada convidado agradecendo a presença na festa.
 
Quando falei para o Daniel ele disse: “Tem certeza? Vai dar muito trabalho”.
 
Comprei folhas de papel cartão coloridas, com cores de acordo com a minha paleta, cortei e comecei a fazer os bilhetes. Foram 250, escritos um a um. Metade feitos durante a organização do casamento e a outra metade um dia antes. Os bilhetes foram absolutamente pessoais e diferentes um do outro. O Daniel leu todos e assinou.
 
Apesar de muito trabalho, foi muito especial me dedicar um pouquinho para cada um que esteve na nossa festa. Mesmo quem não confirmou presença, teve bilhete. Muita gente não pegou ou não foi, mas estão todos comigo. Vou entregando conforme encontro as pessoas.
 
Os convidados gostaram muito e foi gratificante receber os olhares cheios de amor e os abraços apertados. Nós realmente quisemos que as pessoas se sentissem queridas e amadas por nós. E eu acho que elas se sentiram. Foi muito especial e a nossa árvore do amor tinha uma placa: “Declarações de amor”.
 
O dia do casamento foi tão perfeito que os bilhetes foram pendurados em uma árvore como eu e o Daniel queríamos e ficou tão lindo e emocionante!
 
Além disso, quis um cantinho de homenagem para os avós que já se foram. Sou muito ligava a minha avó materna, falecida há 9 anos. Meu amor por ela e minha vontade de que ela estivesse presente de alguma forma incentivaram a ideia. Peguei com as famílias objetos pessoais de todos, tanto do meu lado, quanto do lado do Daniel. E teve um espaço para eles, com direito a cartinha de saudade e amor também. Onde quer que eles estejam, vó Léa, vô Tonetto, vó Clery, vô Zé, vô Américo, vó Chica, tia Lourdes, tia Mariazinha, tenho certeza que sentiram o amor que nós e todos emanamos.
 
Amarrei no meu buquê uma Nossa Senhora que minha avó Léa me deu em vida e ficou por 1 ano com a mãe da minha fotógrafa querida Carla Trevizani. A tia Celeste, mãe dela, perdeu o marido (pai da Carla) em janeiro de 2015 e eu entreguei essa Nossa Senhora para que ela tivesse forças durante o período de luto. E no dia do meu casamento ela me devolveu. Foi um grande presente e me fez sentir minha avó mais pertinho de mim.
 
Durante a cerimônia, também fiquei com o terço que minha mãe me deu de presente no dia da minha primeira comunhão.
 
A almofada com as alianças é uma almofada da família do meu sogro. Todos da família tiveram as alianças levadas ao altar por ela. E embaixo dessa almofada, tinha uma antiga bandeja dos meus pais, com o convite de casamento deles no fundo, que foi um presente de uma avó postiça, a vó Lina, que nós amamos muito e não pôde ir ao casamento por problemas de saúde. Foi uma forma de homenageá-la.
 
Tivemos 2 mesas comunitárias bem grandes, com 30 lugares cada. Nessas mesas, caminhos feitos por mulheres da família. Ficou lindo.
 
Na decoração da mesa de doces, tivemos também alguns objetos do sítio, inclusive a mesa, para que ficasse algo bem nosso.
 
Estavam espalhados pela decoração muitas placas que minha melhor amiga, a Ligia Franchini, fez. Ficou bem especial também.
 
Um espetáculo a parte foram as madrinhas. Elas estavam todas de vestidos curto com cores pastéis: azul, amarelo, rosa e lilás, além de arranjos na cabeça. Eu sei que dei trabalho, mas elas faziam parte dos detalhes do casamento para que tudo conversasse! Ficou lindo demais!
 
Enfim, foram tantos detalhes que tudo ficou com a nossa cara. O Daniel me apoiava em todas as loucuras, mesmo sabendo que deu o dobro de trabalho. Mas eu garanto, o nosso casamento foi NOSSO, 100% nosso e dos nossos convidados, e cheio de muito amor!”. CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_016 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_015 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_013 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_011 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_007
CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_096
CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_005 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_004 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_027 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_038 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_040
CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_034 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_039 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_041 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_042 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_069 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_070 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_056
CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_043
CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_046 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_044 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_045 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_047 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_048 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_050 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_051
CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_081
CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_055 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_054 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_057 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_058 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_059 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_060 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_062 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_064 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_061 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_053 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_065 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_063 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_066 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_067 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_080 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_079 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_078 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_077 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_076 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_075 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_074 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_073 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_072 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_083 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_084 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_085 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_086 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_090 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_097 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_094 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_095 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_112 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_110 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_107 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_106 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_101 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_099 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_100 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_098 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_103 CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_102
CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_104
DICAS (DE NOIVA PARA NOIVA)
 
“Cada centavo gasto e cada energia direcionada para este dia valeu tanto a pena que não consigo explicar.
 
Espero que as fotos e as ideias sejam inspiração para todas as noivas.
 
Minha dica é que tenham criatividade e não tenham medo de ousar, desde que seja algo com a cara do casal e feito com amor. Essa é a fórmula perfeita para dar certo!
 
Outra dica é ter consciência para estar realmente presente na cerimônia e na festa, de corpo, alma e coração, assim os detalhes e as emoções ficarão eternamente guardados! Graças a Deus eu lembro de tudo e foi incrível!”.
 
Mari, obrigada por dividir cada pequeno detalhe e escolha conosco. Dá pra sentir o amor que vocês têm um pelo outro e o carinho que dedicaram aos convidados.
 
Que todos os dias sejam leves e gostosos como o “sim” em Itatiba.
 
Agora sim, pode beijar a noiva!
CARLATREVIZANI_MARI_E_DANI_068
Quem fez?
Fotos: Carla Trevizani Photografia |  Música: Lorenza Pozza | Local: Sítio Particular do Noivo | Assessoria: Val Amélia Assessoria | Vestido de noiva: Pó de Arroz | Sapatos: Kila Calçados | Acessório: Graciella Starling | Beleza: Haroldo Hair | Traje do noivo: Ricardo Almeida | Decoração: Fabiana Moura | Móveis: Ambiente Eventos | Objetos: Acervo pessoal e Santa Festa | Cerimônia: Rito Cerimônias | Vídeo: Vinicius Amano – Media Craft | DJ: Igor Cunha | Som e iluminação: BASE Eventos | Placas: Ligia Franchini (que também fez o desenho dos convites e logo do casamento) e Atelie Baobá | Convites: Susana Fujita | Papelaria: Ateliê Valamélia | Doces: Santo Cacau e Louzieh Doces | Forminhas: Celebrity | Prosecco: Martini Brut, pela JMatos Bebidas | Buffet: Paella Del Pepe e Sandra Romansini | Bar: MIB – Men in Bar | Carro Antigo: Trichevy | Banheiro Luxo: WChic | Valet: Rony Park | Segurança: Itria | Ambulância: JC Ambulâncias | Vans: VIP Vans | Sandálias: Ipanema (Daniel Atacado) | Pães de Mel: Sweet Shop | Site dos noivos: Zankyou | Mãe da noiva: Telma Monteiro | Mãe do noivo: Marta Medeiros | Damas e Pajens: Laçarotte | Núpcias: Hotel Villa Dangelo | Toalhas: Dinner Design | Jogos americanos: Acervo pessoal com tecidos da Loja Aladim | Caminhos: Acervo pessoal | Cobertura e piso: Grande Estilo Coberturas 

Comentários

Fornecedores neste post

Categorias:
Casamento Real Casamentos
Tags: