Luisa e Luiz tiveram um lindo casamento à luz do dia. Quando até os nomes combinam a gente sabe que o match é certo!
 
A cerimônia diurna aconteceu em Itu, no condomínio da família, mas a história de amor começou na África do Sul.
 
Luisa viajou a trabalho, conheceu o Gu – como ela chama o noivo – e aí… Bem, aí a afinidade imediata e os jantares no Mc Donalds se encarregaram do resto.
 
Eles se apaixonaram rapidamente e trocaram muitas juras de amor antes mesmo do primeiro beijo.
 
Foram conversas e mais conversas via Skype até o pedido de casamento, também internacional.
 
O Luiz Gustavo caprichou e o “quer casar comigo” aconteceu no Egito.
 
Os preparativos, conforme relatado pela noiva, foram intensos. Rolou até troca de assessoria no meio do caminho.
 
O casal fez questão de conversar com cada profissional e selecionar o time para o grande dia considerando características como empatia e profissionalismo.
 
“Nós tínhamos a impressão de chegar em alguns casamentos e ver que estava tudo igual: o mesmo menu, a mesma decoração, o mesmo vestido, o mesmo bar, a mesma música… Tudo terceirizado, com a cara da assessoria e sem a identidade do casal.
 
Amamos o Brasil, então quisemos muito música brasileira, comida brasileira, decoração tropical. E foi especial externar o que a gente sonhou, firmes na execução de tudo”.
 
Tem coisa mais gostosa do que ver a essência do casal escancarada em cada escolha? Eu não poderia concordar mais com a Luisa!A troca de alianças aconteceu na frente da pequena igreja, tudo idealizado pelos noivos para que o casamento à luz do dia refletisse sua personalidade.
 
Entre os itens que mais amei estão – claro! – as fotos apaixonadas do Daniel Okuyama e o vídeo da Eternal Filmes.
 
Que time!
 
O trailer traz o olhar criativo e perspicaz que só a Eternal tem, sem esquecer o clima descontraído que os noivos tanto queriam e aquela pitada de romantismo.
 
Amor define!
 
E os registros do Daniel, como sempre, me deixaram de queixo caído!
 
As fotos não deixaram nenhum item de fora… Tem a Luisa respirando fundo antes de começar a se preparar, o Luiz Gustavo com os padrinhos, a decoração alegre e tropical em cada mínimo detalhe. Tudo devidamente clicado para o nosso deleite!
 
Reforçando a dica da noiva (leia abaixo, junto com o relato): conheçam e confiem nos fornecedores escolhidos. Profissionais engajados fazem a diferença!
 
Aproveitem as inspirações e confiram o depoimento da Luisa.
 

Com vocês, um lindo casamento à luz do dia…

O INÍCIO

Tudo começou em 2015, quando fui enviada para a África do Sul e Angola a trabalho. Eu era responsável por liderar um processo e teria que me encontrar com o líder de vendas responsável pelo país, que no caso, era o Gu.

 
A identificação foi imediata.
 
Depois de muita conversa, jantares e detalhes que não vem ao caso, voltei para o Brasil.
 
Eu e Gu nos vimos todos os dias por Skype e fazíamos declarações de amor um ao outro.
 
Como pode isso? Nos apaixonamos antes de nos beijarmos“.
 
O PEDIDO
 
“Assim que definimos que iríamos voltar ao Brasil, uma das minhas melhores amigas de Dubai e coincidentemente minha chefe, que é egípcia, disse que gostaria de me levar ao Egito.
 
Marcamos uma viagem de casal: eu, Gu, minha amiga e o namorado dela. Fomos passar um feriado de 3 dias e ela planejou toda viagem e roteiro. Teoricamente nós dois não sabíamos nada, ela estava planejando tudo e nos informava na hora do programa.
 
Antes de sair de casa, na hora que estávamos arrumando as malas, eu perguntei ao Gu onde estava a mochila dele que eu ia guardar água e uns sanduíches (era comum fazermos dessa maneira). Imediatamente ele ficou bravo e disse para eu não guardar na mochila dele. Confesso que achei esquisito, mas em nenhum momento relacionei isso com casamento.
 
Fomos para Cairo e nossa viagem foi uma delícia. No segundo dia fomos visitar as pirâmides e em seguida almoçar em um restaurante italiano dentro de um dos hotéis mais tradicionais com vista, chamado Mena House. Tudo estava maravilhoso. O clima estava perfeito, pegamos uma mesa deliciosa, o cardápio era do jeito que a gente gostava e estávamos com pessoas que gostávamos muito. Estávamos muito bem, em um momento bom de muita harmonia e namoro.
 
No Egito as coisas são muito bagunçadas e tudo é muito longe, com muito trânsito. Após o almoço, a Salma disse que uma amiga da mãe dela tinha ido lá deixar algo e como isso fazia super sentido na dinâmica do lugar, acreditei totalmente. Então ela e o namorado foram até a recepção do hotel e eu e o Gu ficamos na mesa.
 
O Gu puxou a cadeira para o meu lado e ficamos observando o por do sol com vista para as pirâmides. O Gu começou a conversar comigo sobre nós e relembrar diversos momentos gostosos e marcantes. Começou também a fazer uma linda declaração de amor para mim e me emocionou muito. Por incrível que pareça eu ainda não tinha me tocado que ele ia me pedir em casamento.
 
Como o Gu é romântico no dia a dia, pra mim ele estava fazendo uma das declarações de amor que ele faz de vez em quando. Não achei tbm que ele fosse me pedir em casamento porque tinham mais pessoas na viagem.
 
A conversa continuou e ele continuou a falar coisas lindas e profundas para mim. Eu segui sem desconfiar de nada e quando ele levantou eu achei que ele fosse pegar a bebida na mesa.
 
De repente, ele se ajoelha na minha frente, abre uma caixa de jóia e me pede em casamento. Eu não me aguentei de felicidade e emoção. Não acreditava que aquele momento tinha chegado. Não acreditava que tudo estava tão perfeito do jeito que a gente gostava, sem formalidades, em um lugar delicioso e com uma vibe maravilhosa. Eu me lembro de sentir um sorriso em mim mesma que eu jamais senti antes.
 
Depois de colocar o anel no meu dedo ele abriu outra caixa de jóia e tirou mais um anel e me disse: esse aqui é para você nunca ter dúvida do quanto eu te amo.
 
Eu não poderia ter tido uma maneira melhor de pedido de casamento. Foi tão mágico, tão natural, tão especial!”.
 
A ORGANIZAÇÃO
 
“A organização não foi tranquila, pois trocamos de assessoria no meio do processo.
 
Nós não terceirizamos a organização, pois não queríamos copiar uma receita de bolo pronta, ver uma foto bonita e dizer eu quero assim. Queríamos um casamento com a nossa cara.
 
O primeiro passo foi entender o que a gente queria, que tipo de flores, quais as cores, as opções, etc.
 
Mas não entendia as etapas de casamento e com a antiga assessora eu não conseguia ver o que cada fornecedor deveria me apresentar. Também rolou a pressão do tempo, já que organizamos tudo em seis meses e a questão do budget, eu não sabia se tudo que gostaríamos de ter em nosso casamento entraria no nosso orçamento.
 
O que nossa celebração teve de mais especial foi justamente eu ter participado de todo o processo.
 
O lugar escolhido não foi um lugar próprio para casamentos e sim um condomínio onde minha família tem casa. Por não ser um local próprio, desenvolvemos o projeto do zero, medimos a planta e apresentamos a todos os fornecedores. Às vezes eu ia três vezes por semana de São Paulo para Itu para fazer as visitas técnicas.
 
O Luiz participou na medida do possível, pois trabalhava o dia inteiro, mas eu sempre compartilhava tudo com ele e tomamos todas as decisões juntos, inclusive entrevistamos todos os fornecedores do nosso casamento.
 
Um coisa que eu repetiria com certeza foi a decisão de começar a cerimônia ao meio dia, pois no Brasil escurece cedo e gostamos muito da festa ter sido à luz do dia, teve uma vibe muito legal pois curtimos em meio a natureza.
 
Todos os nossos fornecedores tivemos a questão da empatia e escolhemos pois vimos amor no que eles faziam, além do profissionalismo, e achamos que essa energia ia se refletir na nossa festa.
 
O casamento aconteceu na frente da igreja, e isso foi uma quebra de padrões, para algumas pessoas era absurdo não casar dentro da igreja, mas estávamos muito seguros daquilo que queríamos e tínhamos certeza que ia ficar o máximo.
 
E depois só recebemos elogios a respeito de tudo, da cerimônia em frente a igreja, da música de entrada que não era a marcha nupcial, nós conseguimos dar o nosso tom para o nosso casamento, um tom de alegria, animação, energia… No final o resultado foi muito legal.
 

Nós tínhamos a impressão de chegar em alguns casamentos e ver que estava tudo igual: o mesmo menu, a mesma decoração, o mesmo vestido, o mesmo bar, a mesma música… Tudo terceirizado, com a cara da assessoria e sem a identidade do casal.

 
Amamos o Brasil, então quisemos muito música brasileira, comida brasileira, decoração tropical. E foi especial externar o que a gente sonhou, firmes na execução de tudo.
 
Busquei um buffet e fornecedor de doces que se disponibilizasse a fugir dos padrões, fizemos degustação com ideias totalmente fora do padrão. Fechamos com fornecedores que sentimos amor pelo que fazem e também pela qualidade diante das degustações, não por serem famosos.
 
O fato da festa ter sido de dia fez com que curtíssimos até o final. O sol deixa as pessoas felizes, alinhamos a nossa vibe com aquele lugar maravilhoso, bebida e comida boa… Não tinha como dar errado!”.
 
DICAS DA NOIVA
 
“Dediquem tempo para organizar o casamento, procurem assessores que consigam perceber a identidade do casal e que não tenham preguiça, não é somente mostrar fotos de referência do Pinterest, e sim de fato explorar os gostos dos noivos. Prefiram quem queira quebrar padrões e sair do tradicional.
 

A gente só colhe aquilo que a gente planta, se as pessoas se dedicarem a fazer do jeito que elas sonham, investindo tempo e descobrindo o que elas gostam, elas vão colher um casamento de acordo com a expectativa!”.

Luisa e Luiz, muuuuito obrigada por dividirem esse lindo casamento à luz do dia com a gente.

Amei tanto que nem sei dizer… Um deslumbre de amor, alegria e personalidade!

Quem dera todos os casais focassem no próprio sonho e conseguissem expressar sua verdade como vocês fizeram.

Muitas viagens, descobertas e jantares no Mc Donalds.

Viva os noivos!

Quem fez?
Fotos: Daniel Okuyama • Filme: Eternal Filmes • Assessoria: Santo Casamenteiro • Decoração: Laura Savitci • Buffet: Buffet Andreazza • Iluminação: Reverb • Bar: Class Bar • DJ: Beto Chuquer (MB) • Vestido de noiva: TEPHIA Mindstyle • Maquiagem e Beleza: Claudia Abrahão
Quem gostou espalha amor
0 comentários

Escrito por Flávia Queiroz

Publicitária, content creator e dedicada a ações que aproximam pessoas. Sou viciada em casamentos, mas de um jeito diferente da Gretchen.

Deixe um comentário