Com o cenário atual de pandemia, alguns casais estão passando por momentos de dúvida. Todos os dias, muitas noivas nos procuram para perguntar sobre a necessidade de adiar o casamento.

Pensando nisso, trouxemos este post para, primeiramente, tranquilizar vocês.

A ideia é ajudar os casais que resolverem mudar a data do enlace.

Vocês não estão sozinhos nessa jornada. Acreditem, estamos todos juntos e vai dar tudo certo!

Pra começar, procure elevar as energias, mantendo a calma e o pensamento positivo. Adiar o casamento não é o fim!

Sabemos que a mudança pode ser dolorosa, principalmente para os noivos. Mas, mentalize que adiar é diferente de cancelar.

Mantenha o sonho vivo e siga em frente.

adiar o casamento em tempos de coronavirus

Avise os fornecedores

Se vocês decidiram adiar o casamento, os fornecedores devem ser os primeiros a saber.

Comecem pela assessoria, espaço, decoração e buffet. Depois sigam para os demais envolvidos.

Ofereçam outras opções de datas e conversem sobre as questões que levaram ao adiamento.

Além disso, também é importante saber se haverá algum custo, o que vai depender do contrato.

Na maioria dos casos, é possível chegar a um bom acordo, principalmente em casos de força maior.

“No meu caso, a alteração de data por motivos de força maior, como pandemias, perdas de entes queridos ou desastres naturais não precisam nem constar em contrato, fazem parte da ética.

Acolher os casais nessa hora é fundamental!”.

(Sheila Sobral, Soll Assessoria)

Viagens e lua de mel

Em relação à lua de mel,  os noivos precisam entrar em contato imediatamente com a agência de viagem para entender as políticas de cancelamento.

Pode ser, inclusive, que o casal consiga reaver quantias reembolsáveis ou seguros de viagem.

Tudo vai depender, é claro, da data do cancelamento e do quão próxima ela está.

Aproveitamos para trazer, abaixo, a mensagem usada por uma noiva muito querida para acionar seus profissionais sobre a mudança de data.

A Juliana e o Fabio tiveram que adiar o casamento em função do coronavírus e, antes de mais nada, muniram-se de muita empatia e respeito pelos fornecedores contratados, buscando uma nova alternativa que mantivesse todos eles no time.

“Olá! Você deve ter percebido como ficamos os últimos dias numa busca louca para conseguir uma data que conciliasse a agenda de todos. Já são 12 fornecedores contratados que estão se esforçando ao máximo para estar ali por nós e para diversos outros noivos também, neste momento de muitas incertezas sobre tudo e para todos. Desde já agradecemos muito.

Uma coisa que pensamos desde o começo do plano C (de Corona), era que não queríamos ter que deixar ninguém de lado.

No começo do planejamento do casamento, nossa antiga assessoria deixou a desejar, mas por um lado foi bom porque quem foi escolhido por nós foi algo totalmente genuíno, da nossa procura e do nosso gosto. Todos os contratados foram achados e avaliados por nós mesmos, e íamos tocando o barco (até encontrarmos nossa assessora atual pra botar rumo nesse barco) .

Estamos com algumas dificuldades em datas com o local, que não tem mais sábados disponíveis pra este ano, e mesmo os domingos já estão muito restritos. Destes, nem todos os fornecedores conciliaram a agenda. Foram diversos casamentos adiados de março, abril e maio, e a intenção de todo mundo seria fazer ainda este ano, assim como era a nossa.

Apesar da insegurança de definir como vai ficar (e quando) o cenário nacional/mundial depois desse caos, queríamos uma data mais próxima, mas não foi possível.

Eu e Fabio estamos realmente com os corações na mão. É um sentimento que não sabemos explicar de tão novo. A única certeza que temos é que queremos muito que esse casamento aconteça.

Não sei se todos lembram que falávamos sempre nas primeiras reuniões sobre casar nunca ter sido um sonho nosso, mas durante esse processo fomos picados pelo casamento vírus, e a vontade de celebrar esse amor falou cada vez mais alto!

Montamos diversos cenários de possibilidades, e para conseguirmos manter todos os nossos fornecedores contratados, a data encontrada é 06/03/2021, um sábado.

Estamos aumentando essa espera em 1 ano, mas precisamos estar tranquilos com nossas escolhas e respeitando o que se tornou nosso sonho.

Vamos manter os pagamentos de todos, conforme combinado antes (até junho de 2020) e vamos conversando sobre tudo que for necessário.

Queria terminar esse meu textão, com um trecho de algo que a Renata (Conto de Vista), nossa celebrante nos presenteou: O tempo é um bom fermento, esse bolo crescerá ainda mais firme, bonito, com o que é mais importante como ingrediente. Ninguém é mais o mesmo, já vejo. O que fica guardado é que se torna imenso.

Um grande abraço virtual em todos vocês!

Ju e Fabio”.

Não é uma verdadeira aula de amor, empatia e entrega ao casamento?

Nós não temos a menor dúvida de que a Ju, o Fabio e outros casais incríveis como eles terão festas memoráveis!

adiar o casamento em tempos de coronavirus

Avise os convidados

Adiar o casamento pode ser dolorido, mas é preciso agir com consciência e cuidado ao notificar os amigos, convidados, familiares e padrinhos. Afinal, essas pessoas são parte do sonho.

Nesse sentido, os convidados podem ser contatados por telefone, especialmente se morarem muito longe.

Para as pessoas mais próximas, um comunicado direto e pessoal é fundamental, pois mostra respeito.

Aliás, respeitar-se também é necessário, então pondere sobre como você se sente antes de planejar como avisar as pessoas.

O e-mail, nesse caso, não é uma solução tão indicada, mas o WhatsApp pode ajudar.

Há também os serviços de assessoria que podem comunicar os convidados a respeito da mudança.

Se o casal não quiser expor seus motivos, é só ser breve e direto. Quem gosta de vocês certamente entenderá a situação.

E óbvio que, com as alterações causadas pelo coronavírus, por exemplo, a empatia torna-se ainda maior, por isso, abram o coração.

Adiar o casamento: qual é o papel da assessoria?

Acreditem, contar com uma boa assessoria em um momento como este é crucial!

Atuando como intermediário entre noivos e fornecedores, o assessor pode poupar muitas dores de cabeça.

Olha só a dica da Juliana Fontolan:

“Nessas horas, os profissionais de assessoria devem deixar de lado sua opinião pessoal e gerenciar a mudança de data da forma menos traumática possível, entendendo que existe um sonho por trás daquele evento.
Por outro lado, eles também precisam respeitar os fornecedores envolvidos.
Dessa forma, a assessoria deve ter o efeito calmante na noiva e o efeito conciliador nos fornecedores, de modo a chegar a um consenso benéfico para todos”.

adiar o casamento em tempos de coronavirus

Não cancelem, adiem!

Noiva e noivo, se essa foi a decisão que vocês tomaram juntos, saibam que vai ficar tudo bem!

Não se sintam culpados pelo adiamento ou pressionados a manter uma data que não está dando certo para o planejamento de vocês. Sigam seus corações e façam aquilo que deve ser feito.

Afinal de contas, o casamento é um grande passo e, por isso, vocês precisam estar seguros e confiantes.

Mas não cancelem. Independente de quando será realizado, o casamento de vocês tem tudo para ser incrível. Ele será duplamente celebrado!

Contem sempre com o nosso apoio e solidariedade no caminho até o altar.

Estaremos lado a lado com vocês!

Quem gostou espalha amor
0 comentários

Escrito por Camila Pusiol

Leonina, jornalista, redatora e social media. Apaixonada por Harry Potter, comédias adolescentes e boas celebrações. Também gosta de decorações, docinhos, quitutes, música ao vivo e casamentos no geral.

Deixe um comentário