Já pensou em casar em Ilhabela?

Pois é, o paraíso tropical está localizado a mais ou menos 200 quilômetros da capital paulista, em uma área preservada pela Mata Atlântica, cercada por cachoeiras e com mais de 40 praias à disposição.

Ilhabela é a terceira maior ilha do litoral brasileiro. O local perfeito para os noivos que querem fugir do óbvio e ter uma cerimônia inesquecível. Isso porque conta com todas as facilidades de um destination wedding: proximidade com a capital, cenário paradisíaco, infraestrutura de qualidade e espaço para acomodar seus convidados.

Restaurantes, cafés, pousadas e hotéis, por exemplo, são apenas algumas das infinitas possibilidades oferecidas por Ilhabela.

E, para te ajudar a entender todos os benefícios, montamos esse especial com 10 razões para trocar votos por lá.

Não deixe de conferir!

Foto: Rafael Vaz

CENÁRIO PARADISÍACO

Casar em Ilhabela significa ter uma paisagem exuberante, onde as testemunhas são as ondas e a trilha sonora é o balanço do mar.

Localizada no litoral norte de São Paulo, o local tornou-se um dos queridinhos dos casais paulistanos.

Esse favoritismo tem vários fatores: a ilha oferece praias, cachoeiras, pontos de mergulho e muitas aventuras.

Além disso, 83% do território é coberto pela riqueza da Mata Atlântica e já foi eleito como “Melhor Destino de Praia do Brasil” (prêmio concedido pela Revista Viagem e pelo Guia Quatro Rodas, da Editora Abril).

De acordo com o site TripAdvisor,  Ilhabela é também umas das 10 melhores ilhas da América do Sul.

Aliás, é no meio de tanta paisagem azul e verde que os visitantes poderão, entre outras coisas, observar cerca de 300 espécies de aves e fazer uma das mais de 20 trilhas de caminhada que Ilhabela proporciona.

Seja qual for seu estilo, uma coisa é certa: Ilhabela está pronta para superar expectativas!

PRÉ E PÓS WEDDING

Boa parte das celebrações matrimoniais em Ilhabela se estendem por todo final de semana.

Por isso, não é incomum que os noivos e seus convidados aproveitem o tempo extra para desbravar o local.

Afinal, com 347,5 km² de extensão, Ilhabela tem uma das infraestruturas turísticas mais completas e sofisticadas do Brasil, contando com gastronomia impecável, natureza abundante e pousadas megas charmosas.

Quando se tem mais tempo, dá até para encarar as aventuras das milhares de trilhas ou simplesmente conhecer as famosas praias de Bonete, Castelhanos e Saco do Eustáquio, que permanecem intocadas.

Por lá, as águas são ainda mais límpidas, oferecendo aos visitantes paisagens de tirar o fôlego.

E que tal convidar os amigos e familiares para um luau intimista, com direito a fogueira e cantoria?

Para os noivos mais festivos, há também empresas especializadas em embarcações para festas em alto-mar.

Viu? São milhares de bares, hotéis e restaurantes preparados para receber esse formato de comemoração.

Ou seja, opções não vão faltar!

Foto: Rafael Vaz

HOSPEDAGEM

A hospedagem é, sem sombra de dúvidas, um dos fatores que mais merecem destaque em Ilhabela.

Por se tratar de uma região turística, é possível encontrar alternativas para todos os estilos, gostos e bolsos.

Alguns lugares, inclusive, oferecem pacotes que combinam a cerimônia com a hospedagem dos convidados, opção ideal para noivos que sonham com uma festa que começa na sexta-feira e só termina no domingo.

O resultado disso tudo? Uma experiência única, repleta de momentos inesquecíveis e com recordações espetaculares, daquele jeitinho que só um destination wedding é capaz de proporcionar.

 Oferecendo, portanto, todo suporte que os turistas e visitantes precisam para terem ótimas experiências!

DRESS CODE

Véu curto ou longo? Salto alto ou pés na areia? O cabelo deve ficar preso por conta do vento ou ele solto é um charme a mais? Esse tipo de dúvida costuma aparecer (frequentemente) em qualquer cerimônia que fuja do padrão.

Afinal, o que vestir em um casamento à beira-mar?

Como sempre, a reposta aqui é bem simples: tudo depende do estilo e gosto do casal.

Vocês são clássicos e não abrem mão do vestido longo, do salto alto, do terno e da gravata?

Então, um tablado de madeira em cima da areia ou um espaço menos caiçara deve resolver esse problema.

Agora, para os noivos mais despojados, também é permitido casar descalço e usar bermuda, por exemplo.

Ou seja, tudo é válido!

O importante é avisar seus convidado sobre o tipo de traje, para ninguém pagar mico no grande dia!

Foto: Ítalo César

GASTRONOMIA

Ok, tudo isso é muito importante, mas e a gastronomia?

Como não poderia deixar de ser, Ilhabela conta com inúmeras opções para quem quer curtir a culinária local (predominantemente marinha), incluindo buffets especializados em atender grandes eventos.

Nas opções estão ceviches, pokes, comidinhas frescas e preparadas com peixes, carnes e frango.

Os drinks, muitas vezes, contam com base de água de coco. Aqui, o céu é o limite!

Aliás, se você considerar casar em Ilhabela, precisa conhecer o Bar Tiê, uma das nossas indicações para a região.

A dica é explorar as possibilidades e investir em experiências gastronômicas – e bons drinks – que surpreendam!

HORÁRIO

Os horário são bastante flexíveis, mas convenhamos, a maioria dos noivos que escolhem a praia sonham com uma cerimônia em pleno pôr do sol.

Imagina só: ter o crepúsculo e o mar como pano de fundo, naquele clima gostoso e aconchegante da ilha? Perfeito, né?

Nesses casos, o melhor horário para começar a cerimônia (evitando atrasos) é às 16h.

Assim, os fotógrafos certamente conseguirão belos cliques do casal.

Lembrando sempre que, em Ilhabela, o céu costuma escurecer por voltas das 17h30.

DECORAÇÃO

Opções de fornecedores e artista locais não faltam, e isso ajuda a deixar a decoração com a cara da ilha.

Geralmente as festas começam ainda de dia e se estendem até tarde, com a presença de tendas e lounges confortáveis.

As cerimônias ao ar livre são, certamente, um dos maiores atrativos dos casamentos em Ilhabela.

Mas, assim como outros lugares, este tipo de cerimônia também está sujeito a mudanças abruptas de tempo.

Por isso, para evitar contratempos e garantir o conforto dos seus convidados, é importante investir em uma cobertura. Afinal, este tipo de estrutura ajuda a proteger os presentes do sol forte ou da chuva intensa.

Aqui no blog publicamos muitos casamentos por lá, então vale a pena ficar de olho para pegar referências.

TRANSPORTE

O transporte em Ilhabela é sempre uma das maiores preocupações dos noivos.

Afinal, como se trata de um território bastante fluvial, a locomoção na ilha ainda depende muito de balsas.

Mas, desde que você planeje e organize sua cerimônia com jeitinho, isso não será um problema.

Com organização, dá para fugir dos horários mais concorridos e até mesmo agendar o acesso à balsa.

Outra dica é tentar evitar ao máximo a hora do rush na noite de sexta-feira e no final de tarde do domingo.

Além disso, Ilhabela também conta com helipontos e transfers especializados em eventos.

CASAMENTOS DIURNOS

Tal como acontece nos casamentos da cidade, as celebrações em Ilhabela também sofrem restrições em relação ao horário. A partir das 22h, por exemplo, os decibéis são controlados em toda a ilha para evitar importunações.

Por isso, os espaços de eventos, geralmente, só funcionam até às 2h da manhã. No entanto, é preciso lembrar que os casamentos na ilha costumam começar por volta das 15h3o. Ou seja, dá tempo de aproveitar e curtir bastante!

Além disso, o clima em Ilhabela é predominantemente tropical litorâneo úmido, o que significa que lá é (quase sempre) quente e úmido, com temperatura média anual de 24,8°C. Ou seja, TU-DO a ver com os casamentos diurnos.

ILHABELA E OS CASAMENTOS EM PRAIAS PÚBLICAS

Se você não quiser investir em espaços especializados, também é possível casar em uma das praias públicas da ilha.

Para isso, é preciso conseguir – antecipadamente – uma autorização da prefeitura.

O valor do alvará dependerá do tamanho da cerimônia, da estrutura e da área que será reservada.

O preço começa em R$4,70 o metro quadrado,  para espaços vazios, mas nesses casos é bom lembrar: a cerimônia vai estar sujeitas a olhares curiosos dos passantes.

Foto: Beach Style Weddings

E então, pronto para planejar o seu SIM na praia?

Afinal, como dizia Guimarães Rosa, “perto de muita água, tudo é feliz”.

Quem gostou espalha amor
0 comentários

Escrito por Camila Pusiol

Leonina, jornalista, redatora e social media. Apaixonada por Harry Potter, comédias adolescentes e boas celebrações. Também gosta de decorações, docinhos, quitutes, música ao vivo e casamentos no geral.

Deixe um comentário